Nutrição, Estética e Beleza

O que é licopeno e para que serve?

Tomate, mamão, goiaba e melancia, quais são as semelhanças entre esses quatros alimentos? Um tipo de carotenoide chamado licopeno.

Carotenóides são uma família de compostos pigmentados (principalmente amarelos, alaranjados ou avermelhados) e lipossolúveis (solúveis em gorduras e óleos), com benefícios de ação antioxidante e fotoprotetora. Suas principais funções no organismo são de potenciar o sistema imunológico, atuando na prevenção de doenças, além de proteger as células dos danos oxidativos causados por radicais livres.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo, IQ-USP, considerou que consumir molho de tomate tem efeitos significativos contra o câncer. Isso porque o licopeno presente no tomate do molho, seria responsável pela facilitação da comunicação entre as células, onde, com mais rapidez e praticidade, conseguem identificar e eliminar outras células cancerígenas.

Da mesma família do licopeno, outros carotenóides conhecidos como “carotenos” (formados por carbono e hidrogênio) são: Betacaroteno, encontrado em brócolis, couve e espinafre; Beta-Criptoxantina, encontrado no caqui, mamão papaia e pimenta; Luteína e zeaxantina, encontradas na chicória, pimenta e gema de ovo. Todos eles possuem os mesmos benefícios, porém vários estudos (como o do IQ-USP) comprovam que o licopeno é o maior inibidor de radicais livres e estresse oxidativo dentre eles.

Alimentos que carregam o licopeno em sua composição são fáceis de serem identificados, pois ele é o responsável por dar a cor vermelho alaranjado nas frutas, legumes e vegetais. Além dos seus benefícios celulares, outro estudo realizado na Universidade de Manchester, comprovou que o licopeno fornece proteção contra aspectos agudos e potencialmente de longo prazo causados por radiação solar.

Benefícios do licopeno para a pele

Basicamente, existem dois tipos de envelhecimento: envelhecimento intrínseco, resultado da passagem natural do tempo, e o envelhecimento extrínseco, provocado por fatores ambientais. Um deles, é um processo natural ao qual não podemos evitar, o outro, em especial o fotoenvelhecimento, é causado pela exposição ao sol e para isso temos diversas alternativas como prevenção.

Além do câncer de pele, o excesso de exposição solar pode trazer várias consequências, como: rugas, ressecamento da pele, flacidez, linhas de expressão e formação de manchas. Isso acontece, porque quando os raios UV penetram na pele, as fibras de colágeno são danificadas, como consequência, a produção de elastina é reduzida.

Outros fatores ambientais que podem evidenciar esse envelhecimento precoce estão relacionados à produção de radicais livres, como tabagismo, poluição, consumo exagerado de álcool e estresse. A maneira mais eficaz de proteger a pele contra esses efeitos, é combinar o uso do filtro solar com antioxidantes, como o licopeno. 

Biodisponibilidade

Como já dissemos em outro artigo, a biodisponibilidade de nutrientes é o quanto o nosso organismo consegue aproveitar o nutriente ingerido da nossa alimentação. Fatores como combinações, modo de preparo, armazenamento e a saúde dos nossos órgãos, precisam estar alinhados para que certo nutriente seja devidamente aproveitado.

As maiores concentrações de licopeno estão, em geral, nas cascas de alimentos fontes, sendo sua maior concentração em alimentos produzidos em regiões de climas quentes. Por exemplo, uma pesquisa realizada por alunos de Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina, revelou que o mamão Tailândia, cultivado na Bahia, tem o dobro da concentração de licopeno quando comparado ao mamão cultivado em São Paulo, devido ao clima das regiões.

Segundo a mesma pesquisa, 85% do licopeno consumido vem do tomate ou de seus derivados,  as concentrações de substância apresentam grande variação no que diz respeito à coloração, maturação, local de plantio e clima, por isso, podemos encontrar mais dela em tomates bem maduros, vermelhinhos e cultivados em regiões de clima quente.

Isso ainda não garante uma boa absorção do nutriente, outros fatores como: matriz alimentar; forma isomérica do licopeno; quantidade e tipo de gordura dietética; processo de absorção; interações entre os carotenóides; presença de fibra alimentar e processamento de alimentos fontes também podem interferir na biodisponibilidade desse carotenóide.

Além disso, por ser um composto hidrófobo, ele precisa ser ingerido em meio oleoso. Por isso, um exemplo ideal de aproveitar o licopeno é através do molho de tomate, ou receitas de tomates bem maduros e cozidos, como feito em uma muqueca.

Dica de suplementação:

Na loja Mezzo Nutrition  tem um suplemento de licopeno que, além de melhorar sua auto defesa contra os radicais livres, possui em sua composição benefícios multifuncionais que deixarão sua pele perfeita! Como você já sabe, a pele quando saudável, serve como uma capa protetora do organismo, mas se apresenta desvios na saúde, o corpo também fica vulnerável.

Por isso a Mezzo Nutrition criou o  Innutri Licopeno Mezzo Nutrition, sua ação é o resultado da combinação das vitaminas C, E, Colágeno e Selênio, que juntos potencializam a proteção contra os radicais livres, prevenindo o envelhecimento cutâneo e diminuindo o risco de doenças.

Recomendamos para você

Innutri Licopeno